quinta-feira, 13 de julho de 2017

Restauração ou Retrofit?

No final do mês passado nosso escritório entregou uma obra de retrofit de 2 conjuntos comerciais em uma edificação da década de 1960 localizada na Av. Paulista. Aproveitando o espaço do blog vamos falar um pouco desse projeto e dessa obra, mas antes é importante distinguirmos a diferença entre restauração de um patrimônio edificado e o retrofit de uma construção antiga.

Em minhas pesquisas pela internet vi várias definições equivocadas sobre o que seria o ato de restaurar. Em muitos sites e blogs a restauração era colocada como um ato que visava o retorno ao estado original da obra, conceito este que a mais de um século já foi descartado. Para não nos estendermos muito nessa questão é importante dizer que a restauração é um ato de cultura e que deve ser pensada e planejada por uma equipe multidisciplinar. Segundo Cesare Brandi:

"a restauração constitui o momento metodológico do reconhecimento da obra de arte, na sua consistência física e na sua dúplice polaridade estética e histórica, com vistas à sua transmissão para o futuro"

"a restauração deve visar ao restabelecimento da unidade potencial da obra de arte, desde que isso seja possível sem cometer um falso artístico ou um falso histórico, e sem cancelar nenhum traço da passagem da obra de arte no tempo"

Já o retrofit, que podemos traduzir como "colocar o antigo em forma", é um termo muito usado na engenharia (tanto mecânica como civil) e tem como função adequar e modernizar as instalações de construções (ou equipamentos) pré existentes extendendo a sua vida útil e principalmente adequando-os as normas técnicas atuais.

No projeto dos conjuntos comerciais contemplamos: instalações novas de elétrica, hidráulica, telefonia, rede e ar condicionado; instalação de infra-estrutura para cadeira odontológica; troca dos caixilhos sendo os novos com tratamento acústico; troca de piso; remanejamento geral do layout visando uma proposta multiuso; instalação de forro e divisórias de gesso acartonado; troca das esquadrias por portas de madeira com 80cm de largura visando o desenho universal; mudança de layout com 2 lavabos sendo que um deles permite o acesso do módulo de 1,20x0,80m para uso de cadeirantes.

Nas imagens abaixo vamos ver o antes e o depois da obra realizada.

O Antes:


instalações elétricas aparentes; ar condicionado de janela não possibilitando abertura, piso de carpete
instalações hidráulicas aparentes com piso elevado
instalações hidráulicas aparentes com piso elevado
quadro geral de elétrica dentro do banheiro

O Depois:






piso de porcelanato, luminárias de Led embutidas no forro de gesso acartonado, vidro superior permitindo luz natural na recepção.

ar condicionado trisplit inverter, tomadas à 40cm do piso.

lavabo que permite o acesso do módulo 0,80x1,20m de usuário de cadeira de rodas


caixilho em aluminio com tratamento acústico

* imagens da autora

Postado por Cristiane Py

Nenhum comentário:

Postar um comentário